16 janeiro 2010

Amanhã ?

É certo que não tem sentido, pelo menos para mim, guardar para amanhã o que posso fazer hoje; ou talvez seja isto que não tenha sentido. Sinceramente? Não sei. Esta é a minha opinião.
Para que deixar escapar a areia do tempo quando a podemos prender, mesmo que seijam por escassos segundos? Sei bem que o tempo não pára; e por sabê-lo tão bem, aprendi a não o deixar fugir e aproveitar cada momento, tornando-o único e inesquecível.
Já reparaste que por mais que tentes o mundo continua a girar, desprezando-te? Não és nada mais que uma pedra. As ondas continuam a rebentar, o sol a brilhar, a lua a voltar à noite e o vento a cantar: e tu? Tu continuas a acompanhá-los quer queiras, quer não. Apenas não sabes até quando, mas hoje, oh sim, hoje tens o prazer de viver ao lado da maravilhosa natureza.
E por tudo isto, continuas a achar que dever guardar para amanhã? Diz-me, então, se um anjo te levar pela mão e a cor não voltar mais, de que te terá servido esperar pelo momento oportuno? É verdade, o momento certo é aquele em que te apetecer; mas atenção, vive, vive-o como se fosse o último.
Não digo que seja fácil, mas acredita em ti, porque tu és capaz. Mas na maior tempestade, lembra-te, estás aqui para ser feliz.

2 comentários:

  1. adorei este inês, é completamente o meu favorito, está maravilhoso!

    ResponderExcluir